Saladas | Entenda a Importância do seu Consumo

0
644
views
Use sua criatividade.

As saladas se tornaram um item indispensável e quase que obrigatório na busca pela melhor qualidade de vida, quando se fala de saúde.

As saladas ganham mais importância no cardápio diário, pois proporcionam uma alimentação leve, nutritiva e saudável. Além  disso, garantem praticidade e pouco tempo para preparar um prato muito saboroso.

As folhas e vegetais são muito importantes na alimentação e nas dietas, porque são alimentos ricos em fibras e estas contribuem para o bom funcionamento do intestino ajudando na digestão.  São fontes de vitaminas e sais minerais que ajudam a manter o nosso organismo em perfeito funcionamento, proporcionando benefícios a saúde.

As vantagens do consumo de folhas e legumes não são facilmente encontradas nos demais alimentos, por isso, é aconselhável a ingestão de vegetais crus, já que o cozimento elimina uma parte dos nutrientes.

O consumo das saladas, principalmente no caso das folhas, é importante para o controle de peso, pois tem grande capacidade de saciedade quando ingeridos em boa quantidade e são pobres em calorias.

Nos períodos de  temperaturas mais elevadas,  a salada passa a ser ainda mais apreciada por se tratar de uma preparação agradável, com alto poder hidratante pela grande quantidade de água presente. A preparação é fácil e de rápida digestão, evita assim a sensação de estômago cheio e moleza pós refeição. A salada é a refeição ideal para quem está a procura de perder alguns quilos extras. Sugerimos o seu consumo como entrada, pois assim ela aumenta a saciedade e  reduz o consumo dos alimentos que engordam mais.

Alguns benefícios do consumo diário das saladas

  • Elas possuem baixa caloria e com isso contribui para a perda de peso;
  • Fornecem  fibras, minerais e vitaminas para o nosso organismo que ajuda no funcionamento do mesmo;
  • Possui alto teor de água, por isso hidrata o corpo;
  • Exige pouco tempo de preparo, porém uma boa higienização;
  • Fácil digestão pelo organismo.
  • Para torná-la ainda mais saudável, seguem algumas dicas:
  • Compre vegetais de época e frescos, pois além de mais baratos eles apresentam uma melhor concentração de nutrientes;
  • Procure folhas  inteiras, limpas e sem manchas amarelas;
  • Lave bem os vegetais e em seguida deixe-os de molho com hipoclorito por quinze minutos;
  • Opte por temperos naturais como sal, ervas, limão e vinagre, pois são menos calóricos e podem acrescentar vitaminas e antioxidantes à receita.
  • Prepare e tempere os ingredientes perto da hora de consumi-los. Esta medida é importante para preservar o frescor e os nutrientes da salada.
  • Não abuse nos óleos e azeite, apesar de saudáveis eles são bem calóricos;
  • Cuidado com os acompanhamentos como  molhos a base de maionese, creme de leite, queijos,etc. Prefira os que são à base de iogurte, mostarda e laranja no lugar da maionese tradicional.

Os listados acima são apenas alguns pois, os benefícios das saladas são inúmeros para quem a consume diariamente. Fonte de baixa caloria e alto teor de água, ela garante o bom funcionamento do organismo, garantindo resultados de desintoxicação e melhora do sistema digestivo. Além disso, em dietas, as saladas são uma das poucas coisas que são completamente liberadas, podendo ser uma boa saída para fugir dos momentos de fome.

  • Leia Também

7 Receitas Caseiras Incríveis de Hambúrgueres Fit

Receitas de Pães Funcionais para Fazer em Casa

5 Receitas de Doces Low Carb | A 4º é a Mais Gostosa

A salada também contribui para o efeito de saciedade. Por isso, seu uso é mais recomendado como entrada ao prato principal. Porém, por ter um efeito digestivo e ser bem leve quando comparada a outros tipos de alimentos, ela também pode ser consumida sem problemas após o prato principal, auxiliando na digestão e ajudando a aumentar o período de saciedade após a refeição.

Crie o habito nas crianças

• Deixe a criança se habituar à salada – ao permitir que a criança escolha qual salada ela gostaria de levar para casa do mercado, pedir sua ajuda no preparo e permitir um envolvimento sentimental com frutas, verduras e legumes, ajudará a deixar mais fácil a aceitação dos vegetais em seu cardápio. Com a ajuda da criança, será mais fácil identificar o que ela gosta e, por consequência, conseguir incluir isso no prato.

• A criança precisa sentir o alimento – ao preparar uma salada ou vegetal, corte-os em grandes pedaços. Com isso, a criança pegará o alimento com a mão, o que causará um maior envolvimento, incentivando que a criança se habitue a manusear o alimento e ter maior familiaridade com ele.

• Capriche no molho – Ao utilizar molhos coloridos no prato, será mais fácil convencer a criança de que a salada é apetitosa. Mas, nesse caso, tenha cuidado com os molhos industrializados.Eles podem ter muitos conservantes, o que pode prejudicar a saúde em longo prazo. Por isso, prefira fazer os molhos que serão utilizados nos pratos. E se, nesse caso, você conseguir prepará-los junto com a criança, maior será a interatividade com a comida e, por consequência, a possibilidade de ela querer experimentá-la.

• Sirva primeiro a salada – Esse é um artifício principalmente para crianças afobadas que, ao estarem com fome, vão querer experimentar o que estiver pela frente. Assim, será mais fácil começar a incluir as verdinhas no prato de seu filho

 

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta